Também é assim com vocês?

Quando tudo isso terminar é abrir aquele litrão de ceva, sentar na beira do Guaíba, curtir o sol e refletir em como vou mudar a minha vida depois desses dias loucos. 

Foto: Fim de tarde no Segundo Showrrasco Solidário do Cartel da Cevada


Não sei quanto tempo a quarentena vai durar, mas já me pego pensando no que vou fazer quando acabar. Eu sou meio vagabundo, admito. Sempre deixo tudo pra depois e acabo me virando em 30 para fazer o que estava acumulado. Mas agora isso tá diferente. Sinto falta daquele monte de coisas que eu fazia, sinto falta até daquilo que pensava em fazer e não fazia.  

Não sei se isso é assim com vocês, aqueles que podem trabalhar de casa e organizar um pouco melhor a vida.
Notei também em como a gente corria o dia todo. 
Nossa!! 

Acordava cedo, já saía de casa correndo pro trabalho. Ia pra faculdade, passava no super, ou ia pro ensaio (tocar aquele Metal ou Rock n’ Roll. Tomava banho (às vezes, muito sono) e dormia. No outro dia, a mesma coisa. Disso eu não tenho saudade. 

Mas voltando ao início o texto, a primeira coisa que quero fazer quando tudo isso terminar é abrir um litrão de cerveja com os parceiros (no meu caso vai ser 2 litrão de Coca Cola), sentar na beira do Guaíba e curtir o sol e refletir em como vou mudar a minha vida depois desses dias loucos. 

 

 

Texto por Eduardo Polidori

Leave a comment

Add comment